Return to site

TST veda acumulação de adicionais de insalubridade e periculosidade

· Clipping

Adriana Aguiar | Valor Econômico

Já que o julgamento foi por meio de recurso repetitivo, deverá ser aplicado nos demais casos sobre o mesmo assunto

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu hoje pela manhã que o trabalhador não pode cumular dois adicionais, o de insalubridade e o de periculosidade. Deve apenas receber o que for mais benéfico.

Já que o julgamento foi por meio de recurso repetitivo, deverá ser aplicado nos demais casos sobre o mesmo assunto, que interessa principalmente empresas e trabalhadores de setores como o elétrico, o químico e o farmacêutico.

O trabalho em condições de periculosidade assegura um adicional de 30% sobre o salário. Já condições insalubres permitem o recebimento de adicional que pode ser de 10%, 20% ou 40% do salário-mínimo da região, de acordo com a atividade.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) não permite ao trabalhador receber ao mesmo tempo os dois adicionais. De acordo com o parágrafo 2º do artigo 193, ele deve optar por um dos dois.

Julgamento

Hoje, o presidente da Subseção de Dissídios Individuais (SDI-1), João Batista Brito Pereira, deu seu voto contra a cumulatividade e a favor das empresas.

O julgamento tinha sido iniciado no dia 16 de setembro e estava com placar apertado. Eram sete votos contrários à possibilidade de cumulação dos adicionais e seis a favor. Agora, o julgamento terminou com oito votos a seis, mantendo a jurisprudência que era dominante no tribunal.

No caso, os ministros analisaram um recurso de um ex-trabalhador da American Airlines. Ele atuava como agente de tráfego no pátio, onde estão localizadas as aeronaves, e já recebia adicional de insalubridade devido ao ruído das turbinas dos aviões. No processo, pede o adicional de periculosidade por estar em contato com produtos inflamáveis no abastecimento das aeronaves.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK

 
IR Member
 
 

Telefone: 55 11 3074 2222

e-mail: contato@ferraznet.com.br

Endereço: Rua Joaquim Floriano, 397 - 7º e 8º andar - 04534 011 - São Paulo - SP

© 2018 - Ferraz de Camargo Advogados